3ª Idade

3ª Idade
Prestamos apoio a utentes internos e externos nas seguintes vertentes:
 
  • Lar de Idosos
 
  • Apoio Domiciliário
  • Centro de Dia
 
 
 

 Lar de São José 

 

Os Primeiros Passos

 

Esta Obra, inicialmente projetada para ser um Centro de Dia, transformou-se num Lar, aquando duma visita efetuada á nossa Instituição pelo  Governador Civil de Portalegre da altura, que conversando sobre os pormenores do referido Centro de Dia com o Sr. Provedor juntamente com o Sr. Ministro Morais Leitão ,o questionou se realmente era um Centro de Dia que ele ambicionava para a terra ao qual o Sr. Provedor respondeu que o sonho dele era efetuar um Lar para os Idosos da nossa terra. A partir dessa altura começou-se um processo onde muitas pessoas se envolveram e deram muito de si para que esta mesma obra se pudesse erguer entre as quais o nosso saudoso Arquiteto Paiva Lopes e sua filha Gabriela.

Aspecto exterior do Lar de S. José.

 

Esta obra foi efetuada por administração direta que teve um custo para o Estado na ordem dos 55 mil contos.

Inaugurado que foi pelo Primeiro Ministro da altura, Prof. Cavaco Silva, em 29 de Setembro de 1986, deu-se início à maior Valência desta Instituição que entrou em funcionamento em 1 de Outubro de 1986. Obra de grande importância para esta freguesia pois veio proporcionar aos mais idosos algum bem estar nos últimos anos das suas vidas.

 

O Porquê

Esta valência foi um sonho tornado realidade com o esforço de muitas pessoas e uma vitória para os órgãos sociais da Instituição que tanto fizeram para que a mesma se implantasse na terra. Foi criada com a finalidade de, numa primeira fase, dar apoio a todos os utentes da nossa terra ,que dele necessitavam, proporcionando aos mesmos o bem estar e o carinho para os últimos anos das suas vidas, numa região como a nossa, que se situa num dos distritos mais envelhecidos do nosso País.

 

Convívio entre utentes e funcionários ao ar livre

 

 

Acordos de Cooperação

Esta Instituição mantém acordos de cooperação com o Instituto de Solidariedade e Segurança Social para apoiar 95 utentes nesta valência. Neste momento é a valência mais utilizada/solicitada na Instituição onde são apoiados 95 utentes. 

 

Capela do Lar de S. José

 

Mensalidades

As mensalidades a atribuir a cada utente dependem do tipo de serviço solicitado, assim como da situação financeira do utente/agregado.

 

O Tipo de Serviço que se presta

Neste momento o Serviço é composto por 53 Ajudantes de Lar e C. de Dia  adstritas á valência.  Dentro do Pessoal Técnico, estão ao serviço da Instituição a tempo inteiro, uma Animadora, uma Técnica Superior de Serviço Social,  uma Psicóloga, dois Enfermeiros, estando em regime de prestação de serviços, um Médico Clínica Geral, uma Professora/Animadora.

Este quadro de Profissionais permite à instituição prestar  cuidados de saúde aos seus utentes pois possui um médico para efectuar consultas semanais, tanto aos utentes como, gratuitamente, aos funcionários, e três enfermeiras a prestar apoio todos os dias.

Além dos serviços de saúde que se presta, os idosos da nossa Instituição têm também algumas atividades culturais durante o ano, a cargo da Animadora Sócio Cultural e da Professora de Dança, coadjuvada por algumas funcionárias, das quais destacamos a Festa do Padroeiro do Lar (dia de S. José); Carnaval, Festa dos Santos Populares com a organização das Marchas Populares em conjunto com os mais pequeninos do nosso Jardim Infantil; Festa dos aniversários dos utentes/mensais; Festa de Natal...etc.

 

Documentos necessários para efetuar uma ficha de inscrição

Para se efetuar uma ficha de inscrição é necessário dirigir-se aos serviços administrativos, em dias úteis, das 9.00-12.30 e das 14.00 ás 17.30h e apresentar os seguintes documentos:

a) Uma fotografia

b) Fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão

c) Fotocópia do cartão de beneficiário

d) Fotocópia do cartão da segurança social

e) Fotocópia do cartão do serviço nacional de saúde

f) Fotocópia do cartão de contribuinte

g) Certificado médico de que o candidato não é portador de doença infecto-contagiosa ou mental impeditiva da normal vivência  nas valências (Lar, Apoio Domiciliário e Centro de Dia).

h) Relatório médico relativo a quaisquer situações de dependência do candidato e respetiva guia de medicação.

i) Documentação adequada e credível, designadamente de natureza fiscal, sobre a situação patrimonial, rendimentos e despesas mensais fixas do candidato e do seu agregado familiar.

 
 

Apoio Domiciliário

 

O Arranque 

Esta valência de primordial importância para as gentes desta terra teve o seu inicio em 1 de Junho de 1988, sendo a Misericórdia de Montargil pioneira no nosso Distrito, com um acordo da Segurança Social para apoiar 10 utentes. Ao longo dos tempos foram-se sucedendo alteração ao número de utentes em acordo e atualmente possuímos um acordo da segurança social para apoiar 53 utentes tendo em média nos últimos meses mais utentes que os que a segurança social apoia.

 

O Porquê

Em 1988 quando foi criada esta valência, a Instituição, como pioneira que foi, tinha um certo receio de não ser capaz de a manter, pois teria que preparar pessoas, criar meios e mantê-los operacionais. No entanto, e depois de verificar que seria  um projeto de futuro, pois iria proporcionar o apoio  aos utentes sem que para tal os mesmos necessitassem de sair do seu habitat natural, arrancou com a mesma, verificando-se nos dias de hoje que foi uma aposta ganha.

 

Acordos

Como Já foi referido esta Valência é apoiada pelo Estado através do Centro Regional de Segurança Social, que mantém acordos de cooperação com a Instituição. Neste momento o Estado apoia até 59 utentes. A Instituição  possui utentes para além deste acordo que apesar de não estarem a ser apoiados pelo Estado através do subsídio mensal, não deixam de ter o Apoio normal da Instituição.

 

Novo edifício do Apoio Domiciliário

 

A partir de Março de 2004, foi inaugurado um novo edifício, que visa a separação de serviços do Lar de S. José. Obra de grande importância para dotar a valência de uma maior operacionalidade e condições, tanto para os funcionários como para os utentes.

 

Mensalidades

As mensalidades a atribuir a cada utente dependem do tipo de serviço solicitado, assim como da situação financeira do utente/agregado.

 

O Tipo de Serviço que se Presta

Neste momento o serviço é composto por 1 Ajudante Familiar Domiciliária, 12 Ajudantes de Lar e C. Dia e 1 Cozinheira.

O serviço normal que se presta aos utentes é composto por :

- Higiene Pessoal

Trata-se da higiene dos utentes no seu próprio domicilio ou, em alternativa, na sede da Instituição para aqueles que o pretenderem ou não tiverem Instalações adequadas.

- Higiene da Habitação

Trata-se da limpeza das Instalações mais utilizadas (Cozinha, WC, Quarto e Sala Estar).

- Alimentação

Trata-se da alimentação dos utentes (Pequeno Almoço, Almoço, Lanche e Jantar) durante os 365/6 dias do Ano.

Administração de alimentação em casos específicos, como por exemplo sonda nasogástrica.

- Cuidados de Saúde

A instituição presta também cuidados de saúde aos seus utentes pois possui um médico para efectuar consultas semanais e uma enfermeira a dar apoio todos os dias.

Administração de medicação.

Também se faz acompanhamento a deslocações ao médico de família, caso os utentes não tenham familia de suporte.

- Outros Serviços

Conforme a necessidade de mobilidade e acessos presta-se apoio na aquisição de compras, medicação, pagamento de serviços, etc.

 

Possuímos quatro viaturas para prestar este apoio aos utentes residentes na área da Vila de Montargil e arredores, todos os dias do ano.

 

Documentos necessários para efetuar uma ficha de inscrição

Para se efetuar uma ficha de inscrição é necessário dirigir-se aos serviços administrativos, em dias úteis, das 9.00-12.30 e das 14.00 ás 17.30h e apresentar os seguintes documentos:

a) Uma fotografia

b) Fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão Cidadão

c) Fotocópia do cartão de beneficiário

d) Fotocópia do cartão da segurança social

e) Fotocópia do cartão do serviço nacional de saúde

f) Fotocópia do cartão de contribuinte

g) Certificado médico de que o candidato não é portador de doença infecto-contagiosa ou mental impeditiva da normal vivência  nas valências (Lar, Apoio Domiciliário e Centro de Dia).

h) Relatório médico relativo a quaisquer situações de dependência do candidato e respetiva guia de tratamento.

i) Documentação adequada e credível, designadamente de natureza fiscal, sobre a situação patrimonial, rendimentos e despesas mensais fixas do candidato e do seu agregado familiar.

 

 

Centro de Dia 

 

O Arranque e o Porquê

Esta valência teve o seu arranque a par do Lar, ou seja em 1986. Foi criada com a intenção de dar apoio a alguns utentes que não pretendam estar em sua casa sozinhos e queiram vir durante o dia para as Instalações do Lar. De início foi uma valência pouco procurada, vindo posteriormente a aumentar. Neste momento está a ultrapassar uma fase igualmente de pouca procura.

 

Acordos de Cooperação

Esta Instituição mantém acordo de cooperação para 6 utentes nesta valência. 

 

Mensalidades

As mensalidades a atribuir a cada utente dependem do tipo de serviço solicitado, assim como da situação financeira do utente/agregado.

Participação dos utentes e funcionários no desfile de Carnaval

 

O Tipo de Serviço que se Presta

Os utentes deste Serviço que não se podem deslocar pelo seu próprio pé, são transportados pelas viaturas da Instituição logo pela manhã e depois do Jantar, de e para as suas residências, desfrutando, dentro do edifício do Lar, de todos os requintes que se proporcionam aos utentes internos.

 

Documentos necessários para efetuar uma ficha de inscrição

Para se efetuar uma ficha de inscrição é necessário dirigir-se aos serviços administrativos, em dias úteis, das 9.00-12.30 e das 14.00 ás 17.30h e apresentar os seguintes documentos:

a) Uma fotografia

b) Fotocópia do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão

c) Fotocópia do cartão de beneficiário

d) Fotocópia do cartão da segurança social

e) Fotocópia do cartão do serviço nacional de saúde

f) Fotocópia do cartão de contribuinte

g) Certificado médico de que o candidato não é portador de doença infecto-contagiosa ou mental impeditiva da normal vivência  nas valências (Lar, Apoio Domiciliário e Centro de Dia).

h) Relatório médico relativo a quaisquer situações de dependência do candidato e respetiva guia de tratamento.

i) Documentação adequada e credível, designadamente de natureza fiscal, sobre a situação patrimonial, rendimentos e despesas mensais fixas do candidato e do seu agregado familiar.