Provedores

Provedores

O responsável máximo da Instituição

Uma das condições "sine quoi non" para a criação de qualquer Confraria da Santa Casa Misericórdia era a existência de uma Mesa, encabeçada pela figura do provedor, responsável máximo pelos destinos da Instituição. Deveria ser um homem fidalgo, de autoridade, prudência, virtude, reputação e idade, de maneira que os outros irmãos o possam reconhecer por cabeça e o obedeçam com mais facilidade e ainda que, por todas as sobreditas partes o mereça, não poderia ser eleito com menos de quarenta anos. Seria uma pessoa desocupada para que se possa empregar nas ocupações de seu cargo com a frequência e cuidado necessário e, para que tenha notícia conveniente, não seria eleito em Provedor nenhum Irmão no primeiro ano em que for recebido na Irmandade.

Antes de ser criado o órgão Dirigente "Assembleia Geral", era o Provedor que, em reunião mais alargada da Irmandade, tomava as decisões mais importantes, com o consenso obtido naquelas reuniões, conforme acontece hoje com o Presidente da Assembleia Geral.

O que nos propomos escrever, nestas breves linhas, será tão somente enumerar, a título de homenagem e gratidão, os nomes daqueles que, ao longo da história desta multissecular Instituição, devotaram muito do seu tempo, tenacidade e carinho, no sentido de enriquecerem, para além do seu indispensável património, através das virtudes que a distinguissem na senda do Bem Fazer, materializadas nas práticas das Obras de Misericórdia que estas Instituições se propunham executar e que ainda hoje são a razão da sua existência!

Por que nos livros antigos que chegaram até nós, nem sempre os textos se apresentavam legíveis, de fácil interpretação e devidamente assinados, não foi possível realizar este trabalho tão exatamente como desejávamos. Em especial, durante os anos do final do Séc.XVI até ao ano de 1641/42, não pesquisámos os nomes dos provedores desse lapso de tempo.

Incluímos os nomes por décadas. Quando, num destes lapsos de tempo, o número dos nomes dos Provedores não for igual a dez, é porque algum daqueles serviu a Instituição mais do que um ano. Noutros tempos, o mandato dos Provedores era de apenas um ano. Só a partir de 1920 o mandato das Mesas foi estabelecido por triénios.

        ( O * significa que os provedores exerceram mais do que um mandato, naquela década; por que o início e o fim de cada mandato não se verifica no início do ano civil, aparecem por vezes, 11 nomes em cada década, podendo ainda aparecer mais, em virtude de alguns provedores terem renunciado a cumprir o tempo legal do seu mandato, originando a sua substituição).

 

De 1577 a 1587

Sebastião Dias; Rodrigo Afonso Domingos; Frei António de Moura*; Francisco Pedro Fernandes*; Domingos Pires Dordio; Luís de Moura*; Baltazar Vaz; Gaspar Dias Cansado

De 1588 a 1598

Simão Vaz; Baltazar Rodrigues; António Afonso; Domingos Pires Dordio; Manuel Dias Dourado*; António Afonso

De 1599 a 1609

Manuel Dias Dourado*

De 1610 a 1620

Desconhecem-se os nomes nesta década

De 1621 a 1631

Luís de Moura*; Tomé Vaz

De 1632 a 1642

Tomé Vaz

De 1643 a 1653

Pedro Fortio; João Dias Francisco; Jacinto Nunes; Luís Aleixo; Afonso Vaz Freire; Frei Bento Raposo; Frei Cristóvão de Siqueira; João Rodrigues; António Camelo; Luís Pires Godinho; Diogo Fortio

De 1654 a 1664

Diogo Fortio*; João Rodrigues; João Dias Francisco Rebelo; Pedro Serrão*; Manuel Dias Dourado; Frei António Jorge; Cristóvão Dias*; Luís Pires Godinho

De 1665 a 1675

António Soeiro*; Diogo Fortio; Pde Manuel Matos e Almeida; António Rodrigues; Manuel Nunes; Miguel Nunes; António Bernardes; Manuel Fortio

De 1676 a 1686

António Nunes; Sebastião Dias Dourado; João Nunes; Bernardo Dias Francisco; Manuel Fortio; Diogo Fortio*; Frei Manuel Luís P.da Silveira; Luís de Moura

De 1687 a 1697

Francisco Rebelo; Francisco Fernandes Casqueiro; Domingos Alves*;  Simão Bernardes; Luís Pires Godinho; João de Oliveira

De 1698 a 1708

Francisco Vaz; António Galvão; Luís Pires Godinho; Frei Manuel de Brito; Pedro Velho da Silva; Baltazar Rodrigues Antas; João Rebelo Madeira; Simão Bernardes; António Rodrigues; Domingos Nunes; Manuel Luís

De 1709 a 1719

Manuel Aleixo; Diogo Nunes da Silveira; António Alves Pratas; Frei Joseph da Silva; André Fernandes da Silveira; Simão Bernardes; Baltazar Rodrigues Antas; António Bernardes; João de Oliveira; Joseph Soeiro Magro; João Dias Dourado

De 1720 a 1730

António Rodrigues; Gregório Soeiro; António Bernardes*; Manuel Nunes*;
Frei Lourenço Vaz da Costa; Luís Pires Godinho; Frei Alexandre Nunes Barata; João Nunes Lucas; Joseph Soeiro Magro; Manuel Pires Gião

De 1731 a 1741

António Bernardes*; Manuel Vaz da Costa; Luís Pires Godinho; Manuel Soares Freire; Manuel Nunes; Cipriano Galvão; Joseph Leal; Joseph Cario Marques

De 1742 a 1752

Theotónio de Oliveira Ignácio*; Paulo José Bernardes; Padre António Soeiro de Oliveira; Joseph Pereira; Frei Manuel Pires Gião; Miguel de Oliveira Guimarães*

De 1753 a 1763

Padre António Soeiro de Oliveira; Paulo José Bernardes; Theotónio de Oliveira Ignácio; António Soeiro Magro; António Martins Madeira*; João Nunes Lucas; José Cario Marques

De 1764 a 1774

Baltazar Inácio Velho*; José Cario Marques*; Paulo José Bernardes*; Padre António da Graça e Sousa; Manuel Cardoso de Oliveira; Manuel Alves Matono

De 1775 a 1785

José Cario Marques; João Evangelista Barata; Padre António da Graça e Sousa; António José Bernardes; Manuel Cardoso de Oliveira*; Paulo Bernardes*; Frei João Pedro Bernardes; José Soeiro Magro

De 1786 a 1796

José Soeiro Magro*; Baltazar Inácio Velho*; João Teles Franco*

De 1797 a 1807

João Teles Franco*; Miguel Carlos da Silveira Bernardes*; José Soeiro Magro

De 1808 a 1818

José Soeiro Magro; Miguel Carlos da Silveira Bernardes*; Prates*; José Manuel da Silveira*

De 1819 a 1829

Miguel Carlos da Silveira Bernardes*; José Manuel da Silveira*; José Ferro; João Maria de Castro*

De 1830 a 1840

João Maria de Castro; António Vieira Amaral Jordão*; Estanislau Prates da Rosa

De 1841 a 1851

João Maria de Castro*; Miguel Castro Martins*; José Ramos Júnior; Joaquim Manuel Courinha*; Francisco Castro Martins; Francisco Courinha; José Leitão

De 1852 a 1862

José Ramos Sénior*; João Maria de Castro*; João Maria Júnior*

De 1863 a 1873

João Maria de Castro*; Cândido Leitão*

De 1874 a 1884

José dos Santos Ala; Miguel Castro Martins*; Cândido Leitão*; Ildefonso Jesus Teles; João Maria de Castro*

De 1885 a 1895

João Maria de Castro*; António Jordão Ferreira*

De 1896 a 1906

António Jordão Ferreira*

De 1907 a 1917

António Jordão Ferreira; Vicente Pires Rovisco Prates*; José Máximo Prates*; Manuel Godinho Prates

De 1918 a 1928

Manuel Godinho Prates; Vicente Pires Rovisco Prates*; Manuel Augusto Courinha

De 1929 a 1939

Joaquim Lourenço Falcão da Luz*; José Júlio Lopes Martins; João Jordão

De 1940 a 1950

João Jordão*

De 1951 a 1961

João Jordão; Padre Luís Nascimento Silveira*; Hermenegildo Nogueira Jordão*; Rui Jordão Falcão da Luz; António Godinho Prates de Carvalho; Manuel Falcão de Sousa

De 1962 a 1972

Manuel Falcão de Sousa*

De 1973 a 1983

Manuel Falcão de Sousa*
Joaquim António Teles*

De 1984 a 1994

Joaquim António Teles*

De 1995 a 2005

Joaquim António Teles*

De 2006 a 2015

Joaquim António Teles; David Marques Godinho; Maria José Freitas Nogueira F.Ferreira